sexta-feira, 9 de setembro de 2011

SOSSEGO

Quando eu conjugar
Céu,sol,paz e mar
Eu vou encontrar
Meu sossego.

Levantando vôo
Num disco voador
Para viajar
No sossego.

E a noite chegar
Fogueira queimar
Os peixes vão voar
No sossego.

Onde fazemos nossa lei
Sem qualquer censura
Ser faraó,plebeu ou rei
Qualquer loucura.

E cantar por toda madrugada
E ver que o mangue não morreu
Nascer com o sol nova jornada
Tudo é viver.

Quando eu conjugar
Céu,sol,paz e mar
Eu vou encontrar
Meu sossego.

Levantando vôo
Num disco voador
Para viajar
No sossego.

E você chegar
Num barco a navegar
Minha paz virá
Com sossego.





Walter Poeta e Alexandre de Lima

Um comentário:

  1. Parabens pelos "rabiscos" são lindos e de mta sensibilidade.

    ResponderExcluir